Saiba quais são os erros no assento de porcelanato e como evitá-los

O porcelanato é um dos revestimentos mais escolhidos nos projetos residenciais modernos. Seu acabamento vitrificado proporciona muita sofisticação ao ambiente.

Seja na construção de uma casa ou em uma pequena reforma, o acabamento costuma ser a fase mais aguardada. 

É nessa etapa em que a obra ganha forma, e o projeto do arquiteto vai se tornando visível para o cliente depois de tanto tempo de espera. 

No entanto, é preciso que o pedreiro/azulejista seja cuidadoso para que o acabamento fique bem feito. Caso contrário, a expectativa do cliente se transforma em dor de cabeça e prejuízo.

O porcelanato é um dos revestimentos mais escolhidos nos projetos residenciais modernos. Seu acabamento vitrificado proporciona muita sofisticação ao ambiente. 

Por ser um produto cerâmico composto, basicamente, pela mistura de argila e quartzo prensados a altas temperaturas, seu custo é superior aos de outros tipos de revestimento, como o cimento queimado, a cerâmica e, até mesmo, o granito.

Mesmo sendo mais caro, o porcelanato é considerado um investimento que compensa, por oferecer resistência a desgastes, ser de fácil limpeza e possuir versatilidade decorativa.

Tanto investimento pode acabar gerando prejuízo se o assentamento do piso não for feito da maneira correta. A técnica é fundamental para que o piso não fique desnivelado, torto ou sem paginação.

Se esses erros forem constatados após o assentamento, não há medida corretiva: é necessário quebrar tudo e refazer do zero, pois não há como retirar as placas sem gerar danos ao porcelanato.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo para te explicar alguns erros no assentamento desse tipo de revestimento e como evitá-los. Confira!

 

Veja algumas dicas para fazer o assentamento do porcelanato

É bom lembrar que tudo começa no transporte do material. Por se tratar de um item que pode ser quebrado, é extremamente importante que ele seja transportado de maneira cuidadosa.

Na hora do transporte, é importante não deixar o revestimento exposto a várias temperaturas como sol e chuva, e usar uma lona de caminhão na hora do transporte para protegê-los pode ser uma ótima opção.

É muito importante garantir também que ele não se mexa muito na hora do transporte para que não haja o perigo de que ele quebre. Existem diversas maneiras de prevenir que isso aconteça, como a cinta de carga, por exemplo.

Veja a seguir outras 3 dicas para não errar com o assentamento de revestimentos e aproveitá-los da melhor forma:

 

Cuidado ao calcular o tamanho do ambiente

O piso não pode ser calculado de acordo com a medida exata do ambiente. Ao escolher qualquer piso cerâmico é necessário levar em conta uma reserva, inclusive para o rodapé. 

Isso garante que as caixas do material sejam do mesmo lote; ou seja, virão iguais, sem alteração de tonalidade.

Se você não considerar um excedente, o porcelanato comprado depois pode não ser esteticamente compatível com o que já foi aplicado, e o resultado de “emenda mal feita” vai incomodar os olhos.

O recomendado é conferir o material junto ao cliente. Se alguma placa estiver com defeito, ou se não estiver plana, ele deve solicitar a troca na loja de material de construção ou considerar mais peças ao calcular a sobra.

 

Fique atento ao revestimento

Essa etapa é muito importante não apenas pela estética, mas, também, por medida de segurança. Se houver um declive nas placas, as pessoas podem tropeçar. Por isso é necessário iniciar os trabalhos pelo nivelamento do contrapiso.

Existem niveladores de piso que ajudam a garantir o alinhamento do revestimento conforme o nível do piso e espaçamento adequado entre as peças. Isso permite gastar a metade do tempo que seria preciso para fazer o nivelamento sem o auxílio da ferramenta.

 

Faça o acabamento com muita qualidade

Com certeza essa é uma etapa de acabamento que fará toda a diferença no resultado. O uso da espátula ajuda a evitar a possibilidade de falhas nessa etapa, pois permite preencher o espaço entre as frestas das placas. 

Ao mesmo tempo, com o uso do frisador, remove o excesso de rejunte, dando um toque final ao acabamento. Além disso, a espátula é ergonômica e faz com que o esforço do assentador seja realizado na região do pulso, e não na ponta dos dedos.

 

Evite erros e aplique o revestimento da melhor maneira

Como vimos no conteúdo, atualmente o revestimento é muito usado tanto em construções como em casas, sendo escolhido por ser um produto cerâmico composto, basicamente, pela mistura de argila e quartzo prensados a altas temperaturas.

Cuidado sempre ao calcular o ambiente. Fique atento se você fez o pedido com mais revestimentos do que o necessário para ter certeza de que vai conseguir cobrir todo o ambiente.

E por falar em revestimento, é muito importante ficar atento com isso não somente pela estética, mas também por medida de segurança.

Lembrando sempre do acabamento, que é uma parte que faz toda a diferença no assentamento do porcelanato. 

E aí, gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe os erros mais comuns, pode evitá-los e ter um acabamento impecável em sua obra ou residência.

Receba novidades e promoções

Deixe seus dados abaixo. Enviaremos novidades e oportunidades de negócio em primeira mão para você.